Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021
HOME img A RÁDIO img PROGRAMAÇÃO img EQUIPE img NOTÍCIAS img CHAT img PROMOÇÕES img ANÚNCIE img FALE CONOSCO  
GALERIA DE FOTOS PARCERIAS COMO OUVIR? SUGESTÕES MURAL DE RECADOS AGENDA DE EVENTOS VIDEOS  
   
img   img
Marcha reunirá 3,5 mil agricultoras de 14 municípios para denunciar injustiças no campo
Esta é a 5ª edição da Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia, que será realizada este ano em Massaranduba, região metropolitana de Campina Grande
Em 2014 a Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia chega a sua quinta edição e vai reunir 3.500 agricultoras no município de Massaranduba (região metropolitana de Campina Grande). O evento é uma realização do Polo da Borborema, um fórum de sindicatos e organizações da agricultura familiar que congrega 14 municípios e mais de cinco mil famílias da região do Agreste da Borborema, e da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia.

Tradicionalmente a marcha acontece no 8 de março, Dia Internacional da Mulher, mas este ano acontecerá excepcionalmente no dia 14 de março, sexta-feira.

A concentração da marcha será, a partir das 8h30, na Vila Nicolândia (em frente ao Centro de Referência em Assistência Social – CRAS) na entrada da cidade. Neste momento será apresentada a peça “Margarida grávida novamente?”, encenada pelo Grupo de Teatro do Polo da Borborema. O espetáculo mostra situações de injustiça vivenciadas por uma mulher no acesso às políticas públicas.

Após a peça, as agricultoras, e também os agricultores, sairão em caminhada em direção ao Parque do Povão, no Centro da cidade, onde estará montada uma feira com a apresentação de produtos e experiências, um espaço de visibilidade da contribuição técnica, social, econômica e política das agricultoras para a agroecologia.

Segundo os organizadores, a marcha é um momento de denunciar as desigualdades sociais e a violência contra mulher. "É também a expressão da luta por direitos e por relações de gênero mais justas na agricultura familiar", afirmam. "Em todos os anos, a caminhada marca o encerramento de uma série de eventos municipais em que se faz uma leitura crítica das manifestações das desigualdades e a persistência histórica da cultura patriarcal. Busca-se ainda valorizar as estratégias de superação encontradas pelas mulheres. Esse trabalho é construído dentro da rede de agricultoras-experimentadoras do Polo da Borborema e a partir das suas práticas. Esses eventos também são momentos de afirmação do protagonismo das mulheres na construção do projeto agroecológico para a região".


Carregando bandeiras, faixas, cartazes e cantando canções emblemáticas, as participantes irão dar seus depoimentos de superação e distribuir panfletos, dialogando com a comunidade local durante todo o percurso. Além das mulheres da região do Polo, a marcha receberá caravanas de várias regiões do estado que compõem a Articulação do Semiárido Paraibano (ASA Paraíba), do Coletivo Estadual de Mulheres do Campo e da Cidade, entre outros movimentos sociais.

A marcha é realizada desde o ano de 2010 nos municípios que integram a dinâmica do Polo da Borborema. A primeira edição aconteceu em Remígio (2010) com um público inicial de 900 mulheres. Em seguida, foram realizadas nos municípios de Queimadas (2011), Esperança (2012) e em Solânea (2013), quando marcharam mais de três mil mulheres.

O valor da marcha é sintetizado no depoimento da jovem agricultora Adailma, do município de Queimadas (PB). “No ano passado, eu participei da Marcha em Solânea e para mim foi muito importante porque eu notei que não era só eu que estava me sentindo sufocada. Que estava sentindo vontade de gritar que a gente pode conviver na sociedade de uma forma mais igual entre homens e mulheres. A gente é educada desde sempre pela sociedade de certa forma a dizer que homem é mais do que mulher, que a gente tem que servir para os homens. Não! A gente serve para conviver com o homem, são dois, é par, não é um mandando no outro. Então me sinto realizada por participar desse movimento e convido a todos para que venham abraçar a causa conosco e seguirmos em frente”, disse.


Fonte: Portal Correio


Notícia Postada em 06/03/2014


  VEJA TAMBÉM!

[25/11/2014] - REAÇÃO: “Quem não estiver com o governo peça exoneração”, recomenda Ricardo
[25/11/2014] - Polícia Federal paralisa atividades por 48 horas na Paraíba
[25/11/2014] - Maísa Cartaxo deve ser o nome escolhido para vice na chapa de Veneziano Vital do Rêgo
[25/11/2014] - Polícia prende acusado de praticar atos libidinosos com criança de 6 anos em João Pessoa
[25/11/2014] - Moradores interditam BR-230 próximo ao Porto de Cabedelo; Postos já começam a ficar sem combustível
[25/11/2014] - "Estão tentando criar uma situação para que eu pareça o causador do rompimento", declara RC
[25/11/2014] - DONA INÊS-PB. LADRÃO É PRESO POR POLICIAIS DO RN, COM APOIO DE POLICIAIS DA PB. O ACUSADO FOI ALVEJADO.
[25/11/2014] - Dupla é apreendida após roubar moto de sargento da polícia em Guarabira, no Brejo
[24/11/2014] - Inquérito apura denúncia de abuso cometido por padre na Paraíba
[24/11/2014] - Petrobras abre inscrições nesta segunda-feira com salário de R$ 8 mil

img   img
 
  NO AR
img
Programa: Talismã Fm
Com: O Orgulho da Gente!
Até as: 24:00 hs. No AR pra você
Email:
 
  RECEBA AS ATUALIZAÇÕES
img
Rádio Talismã 99,3 FM
Receba as atualizações do site direto em seu e-mail!
NOME:
E-MAIL:
 
  PEÇA SEU SOM
img
Seu nome:
Cidades / Estado:
Pedido / Mensagem :
 
  OUVINTE DO MÊS cadastre-se  
img
 
  TWITTER
img
 
  ENQUETE
img

Nenhuma Enquete encontrada!

 
  AGENDA
img
Nenhum registro encontrado!
 

© 2011 - www.talisma993fm.com.br - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por PC GOLD INFORMÁTICA